Gladston Salles

O amor é o tudo no nada que somos

Textos

O sorriso estampado na cara
Nas mãos o cálice de vinho
O coração batendo apressado
Numa explosão de alegria
A vontade de amar
Superava qualquer outro desejo
E nada era capaz de nos deter...
Havia sinceridade no olhar
Em cada gesto
No toque de carinho
Cada encontro era uma doce aventura
E como dois amantes sem juizo
Queríamos alcançar o êxtase do amor
E desafiar o mundo
Uma emoção incontida
Reinava naquele ambiente de sedução
Aroma de incenso
Música romântica
Flores sobre a mesa
Almofadas macias
E nada mais importava
Quando você me abraçava
Com teu sorriso de menina
Até parece que foi ontem...
Ainda sinto o teu cheiro
Impregnado em mim
O doce sabor do teu beijo
Aprisionado em minha boca
Mas que bobagem...
Pra que relembrar o passado
E sentir a dor cruel da saudade
Na vida tudo passa
Preciso encarar a realidade
Fim de festa
Tudo se acabou





Gladston Salles
Enviado por Gladston Salles em 04/04/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link gladstonsalles.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras